O Vasco tem a chance de confirmar que realmente entrou na Série B. Depois de uma derrota em casa na estreia, um empate na segunda rodada e um primeiro tempo ruim contra o Brasil de Pelotas, o time do técnico Marcelo Cabo fez 45 minutos de muita transpiração e pressão no time gaúcho. O prêmio foi a virada e a primeira vitória na competição.

O jogo contra o Avaí, nesta quarta-feira (16), às 19h (horário de Brasília), em São Januário, é a oportunidade de se aproximar das primeiras posições e finalmente mostrar à torcida que a equipe pode voltar à primeira divisão em 2022. Isto não quer dizer, necessariamente, que o Vasco vai dominar as partidas e vencer com tranquilidade, como explicou Marcelo Cabo após a vitória sobre o Brasil de Pelotas.

“Os jogadores deram uma resposta de que eles estão ‘encarnando’ o espírito da Série B, haja vista o que foi o nosso segundo tempo: uma equipe aguerrida, uma equipe competitiva, e é isso que a gente vai encontrar em alguns jogos fora na Série B. A gente, talvez, tenha momentos em que vai ter que ser muito mais competitivo do que plástico, e isso foi o que aconteceu no segundo tempo. É o que a gente trabalha, mas para que eles tenham a consciência de que a gente precisa, além da nossa característica de jogo, que é de imposição, de linha alta, mas que seja um jogo competitivo”.

Para conseguir a segunda vitória consecutiva, o treinador cruzmaltino pode ter um reforço de peso. Leandro Castán deve ficar à disposição depois de quase um mês se recuperando de um desconforto na coxa direita. Ricardo Graça vem substituindo Castán, fazendo dupla de zaga com Ernando, que fez gol contra no duelo com o Brasil de Pelotas. A defesa do Vasco vem dando dor de cabeça à torcida. O time só não sofreu gol em duas partidas na temporada, na vitória sobre o Botafogo, no primeiro encontro da final da Taça Rio, e ao vencer o Boavista no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Marcelo Cabo acredita na evolução do setor.

“A gente vai trabalhar a zaga, vai continuar trabalhando para que possa continuar evoluindo. O gol que nós tomamos não foi um gol que a zaga estava posicional. Foi um gol que a gente estava saindo para jogar, o sistema defensivo estava se abrindo para fazer a linha de passe. Nós perdemos a bola, houve uma transição e o gol do adversário. Eu acho que a zaga, quando estava postada, foi bem no jogo”.

O Vasco não terá Marcelo Cabo para o jogo com o Avaí. O técnico e o auxiliar Gabriel Cabo foram expulsos após o fim da partida contra o Brasil de Pelotas. Desta forma, o Cruzmaltino será comandado pelo auxiliar Fábio Cortez.





Agencia EBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *